terça-feira, 26 de outubro de 2010

NÓS e a Poesia de amor


Olhos nos olhos
Mil instintos
Corpos colados
Fêmea e macho no cio
Ouvem-se gemidos
Mãos se tocando
Almas se amando
Ambos querendo
Desejando
Para os dois não há embaraços
Nem empecilhos
Nem tempo
Nem cansaço
Um ao outro devorando
Acariciando
Um amor para todos os meses do ano
Assim
Eu
Tu
Em uma só vontade
Vontade de estar para sempre juntos
Vontade
De nos amarmos de verdade

Eu, tu, nós

Nanda Costa


[...]

Viste a minha imagem,
que te pareceu;
a luz da tua vida!

O teu Sol raiou
e saíste da noite
de solidão sem fim!

Dias
e mais dias viriam,
sem entenderes,
que eu não era o Sol,
a luz, a esperança,
mas um homem,
apenas um homem
nesta Vida,
que valorizou a Mulher
generosa
carente de compreensão,
harmonia e amor!

Tudo isso te dei
e foste a Mulher
que muito amei
para conquistares
a vida sonhada!

Tudo me deste
em gratidão,
paixão e amor,
numa entrega
dum completar o outro!
..................
..................

Passou tempo ...

... e hoje existe
o amanhecer de cada dia,
dentro de ti e de mim!

Seguiremos sempre juntos,
com uma amizade de coração,
mas com destinos diferentes,
sempre com fé e esperança
que dias melhores virão
e que nos reencontraremos
num amor para além da Vida!

José Manuel Brazão

Para ti, para nós o nosso futuro e destino por caminhos paralelos.


Você é um amigo que quero que seja mais chegado que um irmão.
Um amigo mais que especial pra mim.
Nanda



Feliz aniversário Nanda

1 comentário:

  1. Olá!!!

    Desculpe minhas ausências...
    Mas espero agora recomeçar e para isso te convido para participar da comemoração de dois anos do meu blog!!! Apareça por lá e concorra a um livro!!!

    Enorme abraço.
    http://psicologico-al.blogspot.com/2010/10/ano-ii-blogagem-coletiva-e-convidadas_4669.html

    ResponderEliminar